Número total de visualizações de página

terça-feira, 8 de abril de 2014

FUNERAL ADIADO .......




 
Francisco Lopes, Paulo Correia & C.ª continuam a engrolar no labirinto dos jogos Câmara de Lamego, Lamego Convida e Lamego Renova.

Um requerimento atamancado foi a deliberação da reunião do executivo e da Assembleia Municipal supostamente para aprovar mais um alargamento do prazo para a matança daquela coisa que dá pelo nome de Lamego Convida !!!! 
 
A balburdia e sarrasfucada que se propagou é de tal ordem, que já nem um requerimento com pés e cabeça conseguem trazer à luz do dia !!!!!!!!!!!!!!!!
 
Pousando as vistinhas sobre o achavascado requerimento que o emirato financeiro Paulo Correia apresentou, não se descortina uma letrinha que signifique um pedido de mais prazo e por mais quanto tempo …..

Do arengado palavristico apenas se percebe que andam a empuxar a coisa para manter a Lamego Convida para além do prazo fixado para o seu funeral !!!!!!!!!!!!

Um empurranço deslarado e petulante no convencimento de que estão a tratar com uma cambada de burros …..

Por determinação da lei e porque a Lamego Convida sempre foi um sugatório de dinheiros públicos e não conseguia sequer pagar o aparo dos lápis que gastavam em rabiscos, em 25 de Fevereiro de 2013 foi aprovada a sua extinção e marcada a data do funeral para o dia 30 de Setembro de 2013.

Chegados a 30 de Setembro veio um pedido de prorrogação por mais 6 meses, empurrando o funeral para 30 de Março de 2014.

Agora veio mais um alargamento empurrativo para se fazer este funeral e ficamos a saber que 1 ano (de 25 de Fevereiro de 2013 a Março de 2014) não lhes chegou para fazerem os procedimentos da passagem dos trabalhadores da Lamego Convida para a Câmara do Francisco Lopes ….

Ou, para passarem os equipamentos da Lamego Convida para a Câmara.

Deve ser mesmo o choro do funeral que anda a tolher a coisa, porque ainda nos lembramos que a transferência do Pavilhão Álvaro Magalhães, do Teatro Ribeiro Conceição, das Piscinas descobertas e cobertas …. da Câmara do Francisco Lopes para a sua Lamego Convida foi feita em modo turbo !!!

Mas o deslaramento desaforado vê-se mesmo, mesmo, mesmo quando se confere que em vésperas (27 de Agosto de 2013) do funeral (30 de Setembro de 2013) os Lamegos Convidas assinaram o contrato para construção do edifício para instalação de Associações sem fins lucrativos !!!!

Edifício que o povo só viu começar a ser construído em finais de Janeiro de 2014 ….

E claro …… para o empurramento não poderia faltar a justificação do imbróglio tresloucado do arrendamento do multiusos pela Câmara do Francisco Lopes ….

Alguém deveria informar os Lamegos Convidas e os mandantes camarários que apesar do seu convencimento, há em Lamego quem saiba que o estraçalhado do multiusos pertence àquela coisa que se chama Lamego Renova, que a cota que a Lamego Convida tem naquela coisa, com a morte desta, passa para a Câmara de Lamego .... logo, esta fica com a parte que lhe corresponde do enferrujamento descaído….

Percebemos que os Renovas precisem do contrato de arrendamento para poderem receber os euros grandes que a Câmara lhes prometeu entregar para poderem pagar os milhões do empréstimo que fizeram para construírem o multiusos descambado ….. e o contrato de arrendamento precisa da licença de utilização que está em congelada porque a coisa é desmanchada !!!!
 
Com a invelocidade do andamento que se tem visto do conserto desconsertado das ferrugens descarriladas …. lá para 2017 a coisa estará jeitosinha para nos convencerem de que já não tomba !!!!!

Entrementes …. e enquanto o emirato financeiro não arranja uma cadeirinha para se sentar, continua a ir e vir de Viseu num popó do povo que come combustível e portagens pagas pelo povo e a receber mensalmente veludo brocado.

Que o empurranço do funeral lhes dê jeito …. percebemos.

Que estejam convencidos que o povo é burro e não vê o que salta às vistinhas ….. não admitimos.
 
O que não percebemos mesmo é que não se acenda uma luzinha ao Vice José Pereira para ver se ele começa perceber que anda a deixar que o entalem ........
 
No executivo camarário com o Francisco Lopes impedido de votar por ser simultaneamente mandante da Câmara de Lamego e da Lamego Conviva e com um resultado de a favor e contra, empatado, o Vice desempatou usando o seu voto de qualidade mandativa !!!!
 
Na Assembleia Municipal a orquestra da maioria continua a tocar sob as ordens do chefe Francisco Lopes ...... mas com a variante de a bancada do PS estar a exigir que em determinadas votações que lhes cheira a esturro fique escritinho na acta os nomes dos que votam yes. Dizem eles que quando houver fogo os responsáveis estarão identificados e não têm a desculpa para fugirem às porradas !!!!!
 
   

 

 

O CASPER diz que espera que as obras na Costa do Marfim para onde os Marinhos se mandaram para ganhar uns euros que tape a sua falta de liquidez lhes corram bem e deem para compensar o esbardalhanço que padeceram por terem dançado com o canto dos cisnes da Renova e do multiusos ….  


1 comentário:

Anónimo disse...

Então se neste país até os mortos votam, a morimbunda não podia continuar a obrar pós certidão de óbito? Era o que mais faltava! Era!

Ai continua e, de prorrogação em prorrogação, enquanto o pau vai e vem, vão folgando as costas, as deles, que as nossas continuam a ser vergastadas e continuarão a sê-lo por longos anos à custa do despesismo destes iluminados .

E, caríssimo Fantasminha, não me parece que a sociedade lamecense esteja a par destas intrigas de fazer corar o mais ardiloso cortesão...nem interessada, que é o mais chocante.

O conceito "fazer obra", e no seu sentido mais estrito, infelizmente, é muito caro às nossas gentes. Com que dinheiro? Para quê? Que utilidade? A que custo? Não interessa. Faça-se obra! É o benchmark do mandato camarário: obra feita, paralelo assente e betão.

Mas acho que a volta de honra forçada à Alfredo de Sousa, como que para contemplar melhor a qualidade da pedra empregue, anda a aborrecer muitos adeptos da teoria da obra feita.