Número total de visualizações de página

segunda-feira, 23 de abril de 2012

GESTÃO MEGERA !



 
Na onda, a que já nos habituou do ……… bota p´ra lá ……. Francisco Lopes nos 3 primeiros meses do ano de 2012, geriu a Câmara de Lamego assumindo compromissos (gastos), como se os cofres autárquicos estivessem empanturrados de euros.
Francisco Lopes encerra as contas do ano de 2011 da sua Câmara, repetindo a ultrapassagem bué de largueira dos limites legais do endividamento e devendo milhões aos bancos e a fornecedores.
Inicia o ano de 2012 em processo de saneamento financeiro, que ele próprio acionou, num reconhecimento claro da insolvência da sua Câmara e de que os cofres autárquicos não têm cheta para pagar o que deve.
Tem um Multiusos que lhe vai gastar em rendas e manutenção, cerca de 2 milhões de euros por ano.
A sanguessuga da Lamego Convida precisa sempre e a rodos do sangue camarário …
E então?
Em 3 meses, a Câmara de Lamego gastou 17.446.082,66€.
Só conseguiu pagar 4.735.548,42€.
Em 3 meses, a Câmara de Lamego emborcou uma divida de 12.710.494,24€, que somar-se-á aos milhões que já arrasta e não conseguiu pagar.
Bota p´ra lá ???!!! Já não.
Irresponsabilidade, pura e dura!
Bota p´ra lá ???!!! Já não.
Irresponsabilidade, pura e dura!
Francisco Lopes parece estar convencido que a sua Câmara pode gastar empanzinadamente, sem ter de pagar a ninguém ……….  


O CASPER diz que como gestor camarário, Francisco Lopes é um caso perdido, que merecia até, ser objeto de uma daquelas análises que se fazem nas teses de doutoramentos. 

Sem comentários: