Número total de visualizações de página

terça-feira, 20 de janeiro de 2015

A NUDEZ DA PORRADA .....






 
O alumiado Francisco Lopes provou a debilitação da nudez ……….

Aproveitando a porrada e a sarrabulhada que grassa no seio da coligação PSD/CDS, e entre o luminoso Francisco Lopes e os vereadores eleitos do PSD e CDS ……. que parecem ter descoberto que as práticas governativas do circuitó-calamitoso Câmara/Lamego Convida/Lamego Renova e do seu grande líder-gestor e seu auxiliar Paulo Correia são híper, mega, super, big ruinosos e garantem lugares enxadrezados ……..  o PS de Lamego através dos seus 3 vereadores chefiados por Manuel Ferreira levou a votação da reunião de Câmara a revogação das deliberações que transferiram por delegação de competências, os poderes da Câmara para o Presidente.
Levaram e ganharam 4 – 3.
Na reunião de Câmara do dia 19/01 que foi pública, os Vereadores socialistas atiraram para cima do alumiado Francisco Lopes a cegarrega das porradas internas da Coligação PSD/CDS e o desmantelamento dos coligacionados, a debandada do vice José Pereira, da retirada das funções de vereador a tempo inteiro e competências ao vereador Jorge Osório e a zarpação de Marina Valle que se encontra ainda pendurada com o chumbo da sua suspensão de funções na reunião extraordinária do dia 16/01 !!!!!!!!
E pegaram naquela aberração de o aluminado ter dito na entrevista ao Jornal do Centro que para ele é um suplício a atividade politica autárquica, não para lhe agradecerem tamanho sacrifício em prol do desbaratamento de Lamego, mas para o fazerem engolir as altanices da superioridade iluminativa com que falou ……
Os Senhores da Vereação Socialista na limpeza das competências arremessaram-lhe com a “obrigação cívica e politica” de o aliviar deste seu suplicio !!!!!!!!!!!
Amiguinhos ……..
GANDA NÓIA !!!!!!!!!!!!
Jorge Osório que foi publicamente enxovalhado e desonrado, politica e pessoalmente, pelo supremo alumiado Francisco Lopes e o seu indecoroso Chefe de Gabinete Sô Pinto, não esteve para tretas …… devolveu as desconfianças politicas e pessoais ao Presidente e votou ao lado dos vereadores socialistas !!!!!!!!!!
OLÉ !!!
Jorge Osório foi clarinho ….….. se o Presidente desconfia pessoal e politicamente de mim, por que raios haveria eu de confiar nele para lhe manter a transferência das competências que são da Câmara ?!?!?!?
Francisco Lopes num rond de 4 – 3 ficou nú ………..
Que o mesmo é dizermos ….. as despesas com alugueres, compra de bens e serviços, contratações públicas, empreitadas até ao valor de 748.196,85€ ( de valor superior já iam a deliberação da Câmara), licenciamentos de obras, loteamentos, designação de comissões de vistorias, receção de obras de urbanização, etc, etc ……….  passam a ter de ser aprovadas em reunião de Câmara. 
Francisco Lopes que já andava com os neurónios escaldantes e estava tolhidinho na sua própria ratoeira por causa dos calotes de milhões que engendrou ………. ficou agora nú das competências do executivo camarário !!!!!!!
Com a bulha armada no seio da coligação PSD/CDS, com o zarpanço dos 3 vereadores coligativos por falta de vontade ao enxadrezamento e a sua sublevação linguística como resposta ao insulto público que o aluminado e seu Sô Pinto lhes despejou em cima, preso na ratoeira da falência camarária ………… Francisco Lopes, o auto proclamado mega, super, híper, big iluminado, estendeu a passadeira vermelha em direção à Câmara ao Manuel Ferreira que embalou nos arremessamento   !!!!!!!!!!!!!!
Lamego acordou ……………. para maus dias !!!!!! 

 

 

O CASPER diz que sempre achou que Francisco Lopes era muitíssimo pouco iluminado …… e muito armado. 
 

1 comentário:

Anónimo disse...

Sou ignorante em matérias de governação, por isso alguém me explica como é que o Déspota tinha carta branca para pôr e dispor de 748.196,85 € como lhe desse na real gana?!

Não era lógico estas despesas serem OBRIGATORIAMENTE aprovadas em reunião?!

Quer dizer, temos uma empreitada de 700 mil euros, o Déspota escolhe o empreiteiro que quer, não há concursos (ou os há para inglês ver...porque já se sabe o vencedor)não há escrutínio?! Quero posso e mando? Hein? Quase 1 milhão de euros de despesa e não há uma deliberação camarária?! Fica a decisão nas mãos de UMA só pessoa?!