Número total de visualizações de página

sexta-feira, 31 de maio de 2013

CHAMPANHÓ POSSE !!!!!!




Os orgãos sociais da Delegação de Lamego da Cruz Vermelha Portuguesa em cujo rol estão introduzidos os Vereadores Marina Valle (Vice-Presidente) e Manuel Coutinho (Vogal) tomaram posse numa cerimónia com pompa e circunstância na Câmara do Francisco Lopes.  

A instituição Cruz Vermelha Portuguesa merece-nos todo o brilho, respeito e estima pelo trabalho que desenvolvem junto dos mais desprotegidos.  
Não fossem os contornos retorcidos desta cerimónia pomposa e a tomada de posse dos orgãos de uma instituição com pergaminhos louvados, num salão nobre autárquico até que mereceria uma forte ovação geral.
Mas retorceu-se ......
Os retorcimentos que mataram a ovação geral foram mesmo, mesmo …. os comes e os bebes, bebes, bebes, bebes champanhais, com que no final os governantes autárquicos, os governantes da Cruz Vermelha de Lamego e os convidados se deglutiram !!!!
O retorcimento foi mesmo, mesmo …. porque os bolinhos e a champanhada foi paga pela Câmara do Francisco Lopes, que é como quem diz …… pelos Lamecenses !!!
O retorcimento é mesmo, mesmo, porque em tempos de graves dificuldades para o povo sobreviver no seu dia-a-dia …. esta gente dá-se ao luxo de emborcar champanhadas que são pagas com o dinheiro do pão que muitos não têm !!!
Que o pessoal governante camarário se está a borrifar para a gastação e é tudo …. bota pr´a lá …que lhes sabe bem, já estávamos elucidados !
Mas …. a Cruz Vermelha ??? Participar nestas demonstrações luxuosas, opulentas e deleitosas de champanhadas, ao mesmo tempo que nos quer tocar os corações retalhados pelas dificuldades, com discursos de “emergência social”, de “entrega no acompanhamento de casos difíceis e de grande carência”, de “humanidade”, “benevolência” , “universalidade” ?!?!?!?!?
É muito retorcimento ……. pelo menos, para alguns estomagos !!!!

De serviço à serventia da champanhó posse esteve o Tony Blair e achou-se à altura das suas competências … As rolhas não saltaram para os candelabros, não partiu nenhum flute e fez a limpeza das sobras.  

 

 

O CASPER diz que já que são os Lamecenses a pagar as champanhadas, espera que na próxima campanha da Cruz Vermelha para recolha de alimentos, a Câmara do Francisco Lopes coloque em cada um dos saquinhos do peditório uma garrafa de champanhe para aliviar a emergência social que é só para alguns ...

Sem comentários: