Número total de visualizações de página

segunda-feira, 23 de julho de 2012

ERVA GOVERNAMENTAL ......










Miguel Relvas é o verdadeiro e sublime …. artista português !
A sua fama de rapaz com talento para as negociatas, aventais, lamaçais e contornar as regras e leis em benefício próprio vem de longe …. e começou bem cedo!
No que se vai conhecendo e está documentado, o Relvas iniciou o seu curriculum de aldrabices e milabolices aos vinte e poucos anos …

Em 1997 o jornal “A Região” trouxe à ribalta as aventuras de um deputado de Santarém.
O rapaz tinha um curriculum partidário brilhante na sua passagem por concelhias, distritais, jota e outras estruturas partidárias que mais tarde (como sabemos hoje) lhe viria a garantir uma licenciatura na Universidade Lusófona, por equivalência em várias cadeiras.  
Contava o jornal na época, que o rapaz tinha o estranho hábito de viver em várias moradas ao mesmo tempo. Apesar de viver em Lisboa, de acordo com a sertã a que se candidatasse, indicava em documentos oficiais, uma de três moradas em Tomar.
A razão para a confusão de moradas e os envelopes selados que deixava, para que nas 3 moradas de Tomar lhe reencaminhassem a correspondência para a sua verdadeira residência em Lisboa era simples: dando uma das suas supostas moradas em Tomar recebia subsídio de deslocação, assim engordando o seu salário.
Juntando-se-lhe a malandrice de ter preenchimento o seu registo biográfico de deputado da Assembleia da República indicando ser estudante universitário do 2º ano do curso de direito, temos um Miguel Relvas no máximo esplendor do desprezo pela verdade  …   
No final dos anos 80, foi a vez da apoteose do escândalo das viagens fantasmas, que mostrou um Miguel Relvas a requisitar viagens à Assembleia da Republica e a convertê-las na agência de viagens em dinheirinho para o seu bolso!
Ninguém no PSD ignora ou desconhecia quem era Miguel Relvas.
O 1º Ministro Passos Coelho que anda pelo PSD há muitos anos e conheceu bem a rapaziada jotinha do seu partido ( de que foi presidente e Relvas secretário-geral) sabia muitíssimo bem quem era o seu Ministro Miguel Relvas.
Passos Coelho não o escolheu como seu aliado para ganhar o PSD pelas suas capacidades politico-intelectuais. Escolheu-o pelo seu talento de chafurdar no lamaçal e depois, levou-o para o seu governo para lhe dar o poder absoluto sobre as pastas onde se podem desenrolar bons negócios.
Miguel Relvas é um homem da maçonaria e possui enormes influências e negócios por terras de Angola e Brasil.
Agora, com os escândalo dos relatórios privados das secretas, das ameaças à jornalista do jornal Público e da forma folclórica como obteve a sua licenciatura ….. o ministro Miguel Relvas tornou-se o alvo de todas as anedotas nacionais!
Uma anedota que por ser o braço direito e neural do 1º Ministro Passos Coelho, indubitavelmente, atinge-o e arrasa-o, assim como a todo o seu governo.
Por muito menos, cairam outros ministros de outros governos. Ao mantê-lo a todo o custo, Passos Coelho só pode ter um, de três motivos: 
·         Tem medo de o ver andar à solta ....
·         Depende dele para manter a fidelidade da mafia do seu partido ....
·        Nada disto o choca, porque já sabia quem era Miguel Relvas e, na realidade, só aparentemente são diferentes um do outro...


Sejam quais forem os motivos de Passos Coelho, não nos juntamos ao coro que pede a sua demissão. 
Por aqui, achamos que Miguel Relvas deve manter-se no governo de Passos Coelho.

E temos sérias razões para assim pensarmos ….  

·         As anedotas são um tónico aliviante para os sacrifícios e a pobreza dos portugueses ……

·         Portugal poderá apostar na exportação de anedotas e Miguel Relvas já deu provas de ser uma soberba musa inspiradora …

·         Na sua exuberância luminosa e pastosa, Miguel Relvas é uma excelente montra da ética humana, politica e governativa de um governo que sacrifica o povo, mas sabe viver das negociatas e para as negociatas …







O CASPER diz que as anedotas do Miguel Relvas são tão boas, tão mais divertidas e infinitas …. que conseguiram ofuscar o negócio dos pasteis de nata do Álvaro !  

Sem comentários: