Número total de visualizações de página

quinta-feira, 24 de maio de 2012

E A RESPOSTA FOI ............. SEM FUNDOS DISPONIVEIS !!!





A Câmara de Lamego resolveu fazer um Protocolo de colaboração com a Associação de Empresários de Hotelaria de Turismo do Douro (AE.HTDOURO).
Achamos bem.
Mesmo tratando-se apenas de empresas da hotelaria e turismo, a Câmara deve apoiá-los.
Achamos até, que a Câmara se deveria sentar com os empresários todos de Lamego (e são tão pouquinhos … ), para definirem uma estratégia de desenvolvimento.
Ao abrigo deste Protocolo com a AE.HTDOURO, a Câmara do Francisco Lopes preparava-se para lhe atribuir uma verba de 18.000,00€.
Não sabemos bem para quê …. mas que ia dar-lhes 18 mil euros ía, ía, ía …. ía!
Ir …. ía !!!
Mas não pode!
Não pode porque … não há … euros!
Francisco Lopes sabe que não tem cheta e que os calotes da sua Câmara se transformaram em re-re-re-calotes, mas na onda do bota p´ra lá e com aquele seu espirito divinal do gaste-se sem freio, que alguém há-de pagar quando a porta se fechar atrás dele … mandou os serviços cabimentarem a verba.  
Os Serviços que já leram a Lei dos Compromissos e Pagamentos em Atraso e perceberam que cabimentar ou autorizar gastos sem que haja fundos que cubram e permitam pagar a despesa pretendida, é crime …. Não se quiseram entalar, e responderam …. Népias!
Não tem fundos disponíveis “…………. Foi a resposta!
E disseram mais.
Não tem agora …. e …….. Não tem nos próximos 90 dias ….
Nós por acaso até achamos que os serviços foram muito benevolentes.
A Câmara de Lamego não tem fundos disponíveis agora … nem nos próximos quaisquer 90 dias, dos próximos anos !!!  

Os serviços não se entalaram …. e preto no branco não fosse o diabo tecê-las, disseram até que esta despesa viola a Lei por falta de fundos disponíveis   mas Francisco Lopes e os seus Muchachos nem espirraram!
A atribuição dos 18.000 euros foi aprovada em reunião de Câmara!
Um dia destes a desgraça bate-lhes à porta ….
Com esta deliberação a AE.HTDOURO entrou para a quilométrica fila de espera do pagamento dos calotes camarários.


O CASPER recomenda à AE.HTDOURO que não comece a gastar por conta, porque estes 18.000,00€ já …. eram!   


1 comentário:

Kruzes Kanhoto disse...

Ah Valentes! Assim é que é! Não há cá lei dos compromissos que meta medo.