Número total de visualizações de página

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

EM PORTUGAL ..... CUSTE O QUE CUSTAR !








O INE apresentou as primeiras Estimativas Rápidas das Contas Nacionais. O PIB desceu em cadeia pelo quinto mês consecutivo.
O PIB diminuiu 2,7% em volume no 4º trimestre de 2011.
O ritmo da degradação no 4º trimestre de 2011 é assustador: -0,5%, -1,0%, -1,8% e -2,7%.


A taxa do desemprego em Portugal atingiu um novo máximo (13,6 %) em Dezembro de 2011, passando a ser a terceira mais elevada nos países da OCDE.
Portugal sofreu a segunda maior subida do desemprego do total dos 24 países analisados pela OCDE
134.000 ou seja: 55% do total dos desempregados em Portugal, não recebem subsidio de desemprego ou qualquer outro tipo apoio do Estado.


O Instituto Superior Técnico (IST) avisa que está "em risco de ter de suspender grande parte da sua actividade científica e de prestação de serviços por um período indeterminado".
O IST acusa ainda o Governo de, com medidas destas, "contribuir para a perda da independência das universidades" e para "a fuga de talentos e a degradação do tecido científico nacional"



Prostituição aumentou em Portugal e atingiu números nunca antes registados. As mulheres que engrossam os números pertencem à classe média e a sua justificação …. sustentar os filhos!
 Para estas mulheres a única esperança …. É a prostituição!
(Reportagem Especial SIC 15-02-2012)

A pensão média em Portugal em 2012 é de 420€ brutos
(Ministro Pedro Mota Soares na AR)


LIGEIRAMENTE PARECIDO ….
Miguel Relvas Ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares a 9 de Dezembro de 2011 por adjudicação directa e 12.000,00€ mandou fazer à Gráfica Maia Douro SA a produção de 100 exemplares do programa do governo cujo nome tem a pomposidade viscosa de “Compromisso para uma Nação Forte”, feito em papel couché semimate, capa com fundo em tons cinza prata e ilustração em alto-relevo.
Já nem nos queremos perder nos túneis de se saber que a Gráfica Maia Douro SA pertencer a um lobby do PSD ou que mesmo com os couché semimate e ilustrações de relevo, 120€ por cada exemplar é um preço 1000% superior ao custo corrente que recolhemos no mercado porque ……… 
Sufoca-nos a respiração e cega-nos o cérebro, quando percebemos o enorme gozo que devem sentir estas urtigas que nos governam, cada vez que atiram sobre nós medidas de austeridade, apregoam a necessidade de sacrifícios, nos chamam piegas e nos atiram à cara o ….. custe o que custar !


O CASPER diz que lhe apetece obrigar estas urtigas governativas a baterem com o corpinho na prostituição para sentirem o que é o desespero de quem não tem nada para dar de comer aos filhos … Se, se queixarem, sugere que lhes chamemos piegas! 

Sem comentários: