Número total de visualizações de página

sábado, 18 de fevereiro de 2012

A ERA DO ........... AFRO-LAMEGO ( PARTE I ) !









Os Senhores Juízes do Tribunal de Contas desde que decretaram que as contas da Câmara de Lamego estavam infestadas de salmonelas que impedem o seu consumo por qualquer ser vivo e sentenciaram que os rituais diabólicos entre a Câmara, a Lamego Convida e a Lamego Renova eram satânicos, têm-se farto de escrever “cartinhas” fúnebres.
O emirato financeiro Paulo Correia e o supremo Francisco Lopes não concordam com as leis que os proíbem destas malignidades e por isso também passam a vida a escrever cartinhas a pedir a extrema-unção aos Senhores Juízes.
Numa dessas cartinhas Paulo Correia quis demonstrar que a Lamego Convida é uma empresa municipal super, super, super viável, lucrativa e imprescindível ao município e ao bem-estar dos lamecenses ….
Para isso resolveu mandar no inicio deste ano de 2012 e para o Tribunal de Contas um Plano de Sustentabilidade da Lamego Convida até ao ano de 2036 !!!!!!!!!!
Temos de reconhecer que este excelso Plano de Sustentabilidade 2036 é uma das melhores magnificências, alguma vez apresentadas pelo emirato financeiro Paulo Correio!
Achamos nós e irão – indiscutivelmente – achar também os seus Juízes do Tribunal de Contas.
É verdade que poderão ficar como nós, com a dúvida sã e escorreita, de saber se Lamego fica no continente europeu ou africano, mas isso depois com um mapa-mundo todos seremos esclarecidos.
Também poderão acusar e castigar uns tantos países africanos (só os que falam, lêem e escrevem a língua portuguesa !!!) …  de plágio  … mas isso é lá com os africanos, e até é bem feito, para não andarem a copiar letra por letra, as sublimes inscrições letrais e de análise financeira com que o Paulo Correia faz questão de nos presentear.
Dizemos e repetimos. É bem-feita para eles. Copiarem ??? Era o que nos faltava!
O emirato Paulo Correia é português. É nosso. Foi o Francisco Lopes da Câmara de Lamego que o descobriu e o ofereceu aos Lamecenses, para que nos ingurgitássemos e deleitássemos com a sua sabida sabedoria.


Que fique claro, que respeitamos muito os nossos irmãos africanos e até gostamos muito deles, mas só porque falam a nossa língua, não têm o direito de copiar as letrinhas do nosso ilustre emirato Paulo Correia, para fazerem o brilharete de escrever um Plano Económico e Social de …. Moçambique !!!!!!!!!!  
Vejam lá se eles se dão ao trabalho de copiarem escritos em inglês, francês, alemão? Claro que não. Para isso era necessários terem lido os dicionários todos até ao fim …   
Os espertinhos dos Moçambicanos devem achar que em Lamego somos todos intelejumentes e que nem dávamos conta …
Pois …. Não somos!

Mas para que os amigos do CASPER percebam bem o alcance do abuso copial de que estamos a ser vitimas, aqui fica uma amostra (a primeira … ) de um dos roubos mais infames com que estamos a ser imolados.
E para se certificarem da autenticidade do ataque, basta passarem as vossas próprias vistinhas, pelas páginas 4 a 8 do PES – Plano Económico e Social para 2012 da República Popular de Moçambique ….

Ora então ….
Dêem-se à maçada de ler o que nós lemos …
Para não correrem o risco de sofrer um desencaixe e ter de apanhar os queixos do chão, segurem bem na boca quando ela se abrir escancarada ….


O CASPER  logo que leu, vagueou até ao Tribunal de Contas porque não quer perder um só tique da cara dos Senhores Juízes, quando começarem a ler o Plano de Sustentabilidade 2036 da Lamego Conviva do Paulo Correia e Francisco Lopes

Sem comentários: