Número total de visualizações de página

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

O ASSASSINATO (PARTE III)





As nossas avenidas Viscondes Guedes Teixeira, Dr. Alfredo de Sousa e o Largo de Camões a quem Francisco Lopes com o seu Eixo Barroco quer dar a martelada necrófaga, têm montanhas de paralelo, de variados tamanhos e constituição e onde pontuam os de calcário, que envolvem e desenham os jardins.

Paralelos assentados com a historicidade da calçada à portuguesa, que por terras de outros territórios de Portugal se faz questão de recuperar e manter, como um sinal ostensivo da identidade das próprias localidades e do seu povo.     
Por cá, quem manda, mata a identidade!
 
Da última vez, que nesta nossa linda cidade houve levantamento de paralelos e eram só daqueles cinzentões, foi um correr de carregamentos noturnos e de transportes, que muitos garantiram terem viajado até terras de Espanha e outros, viram ser descarregados em propriedades particulares ….
Com o necrosado Eixo Barroco vão nascer montões de paralelos, incluindo os de calcário, que renderão igual montão de euros a quem lhes deitar a mão, ou o pé!
E já há um enfileiramento de interessados.
Mas desta vez, a coisa vai correr melhor e não haverá falatórios, nem dúvidas sobre os carregamentos noturnos ou o seu  destino.
Desta vez, poderemos ter um Picket de Proteção Civil ao Paralelo das nossas avenidas, que só deixará carregá-los a quem apresentar o respetivo GPS com o trajeto e local de descarregamento.   
E não ficaremos por aqui ....
Há já indicios de que estará a ser preparada uma cabine especialmente apetrechada com os meios de comunicação suficientes, que permitam estabelecer uma proliferação de contactos ao mais alto nível, para sigilosamente ser tratada a guia de marcha negocial dos paralelos ….


O Eixo Barroco tem destas coisas …
 

 

O CASPER está convencido, que quando o Amândio souber quem integra o Picket da Proteção Civil aos Paralelos é menino para montar uma tenda da APITIL nas nossas Avenidas e com binóculos ultra graduados fazer uma vigilância canina ao descalcetamento e aos circuitos paralelísticos.  

Sem comentários: