Número total de visualizações de página

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

EM LAMEGO ..... TEMOS REI DO PATRIMÓNIO CULTURAL E MUSEUS






A Associação Nacional de Museus atribuiu ao Museu de Lamego o 1º Prémio da Melhor Intervenção em Restauro e Conservação no âmbito da campanha “Conhecer, conservar e valorizar”. O prémio refere-se ao ano de 2012 e a uma altura em que o nosso Museu estava sob a direção de Agostinho Ribeiro.

Em Lamego ficou tudo caladinho e ninguém festejou porque não convinha que o povo soubesse que o trabalho do director saneado tinha sido premiado. O actual director do Museu de Lamego foi a correr muito, badalar e festejar em Salzedas a menção honrosa que o mesmo organismo atribuiu à recuperação deste Mosteiro, que ele coordenou e onde a empresa da mulher trabalhou por conta de um ajuste directo. Uma claríssima exibição da alta consideração que lhe merece o nosso Museu e do quanto podemos contar com ele para manter o prestigio que granjeou no panorama nacional e internacional.
Neste campeonato … diríamos que o resultado foi Agostinho/Museu de Lamego – 1, Sebastian/ Mosteiro de Salzedas – 0  !!!! 
 

O ICOM é um organismo internacional especializado na área dos museus, da preservação e divulgação do património natural e cultural mundial. Com um excepcional prestígio mundial é o executor de grande parte dos programas que incidem sobre os Museus implementados pela UNESCO.
Em Portugal, o ICOM tem um Comité Nacional. O ICOM Portugal vai realizar um debate sobre “ Património Cultural e Museus: que práticas, que perspectivas de gestão integrada “.
Num organismo com este prestígio e excelência, mesmo para os mais distraídos é óbvio para todos, que quando se promove este tipo de eventos o rol dos palestrantes convidados é sempre gente de renome elevado, que sabe o que diz e do que fala. E …. Agostinho Ribeiro é um dos palestrantes convidados pela ICOM.
Neste campeonato das gentes dos museus de renome elevado, diríamos   …. Agostinho Ribeiro – 1 / Sebastiam – 0 /  Directora Regional da Cultura do Norte – 0 !!!!  
 

Agostinho Ribeiro tem o hábito de não mandar recado por ninguém e dizer olhos nos olhos e com abundante frontalidade e rigor, o que pensa e defende na vida, na cultura, na política e para Lamego. Por causa desta sua mania intrincada, que incomoda cinderelas convencidas das suas cumeadas, tem levado algumas pauladas. A última cacetada com que foi presenteado (saneamento como director do Museu de Lamego) foi-lhe desferida, depois de publicamente ter atirado forte contra a decisão governativa de desclassificação do nosso Museu.
Os governativos, lá e cá não gostaram. E muito menos gostam que alguém saiba discutir com sabedoria e frontalidade sobre alguns assuntos, relativamente aos quais se acham donos e senhores.  
Os experts nacionais e internacionais dos museus reconhecem que devem ouvir o que tem Agostinho Ribeiro a dizer sobre “ Património Cultural e Museus: que práticas, que perspectivas de gestão integrada “.
Que o mesmo é dizerem … vamos contar com a presença do grande Museólogo de Lamego, que nos enriquecerá com os seus conhecimentos e sabedoria sobre a prática e gestão museológica, o património cultural e os museus.
Goste-se, ou não, deste Lamecense, dê, ou não, jeito a alguns ou, até quiçá, para desgosto das subidas eminências pardas, notoriamente Agostinho Ribeiro é um prestigiado e possante Rei na cultura patrimonial e na museologia nacional e além fronteiras ….
Porque com a vitória destes campeonatos, foram glorificados e enaltecidos o desclassificado Museu de Lamego e Lamego, já que temos um Rei do Património Cultural e Museus de reconhecidos méritos nacionais, por aqui achamos que Agostinho Ribeiro merece um trono real com a bandeira do nosso País …

 

 

 

O CASPER diz que se estivesse na pele do Sebastian e da Directora da Cultura de todo o Norte quando foi tornado público o resultado dos campeonatos dos prémios e do painel de palestrantes convidados pela ICOM, teria sentido uma cacetada muito apancada … pela distinção zero a que foi remetida as suas performances.  


Sem comentários: