Número total de visualizações de página

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

É SAMBA ....






 
Apoiar a prática desportiva local é uma obrigação das Câmaras Municipais.  

Não sabemos quais foram os critérios, ou até se os houve, para a escolha das associações desportivas a quem a Câmara de Lamego decidiu atribuir subsídios.
Não sabemos quais os juízos, ou se os houve, que justificaram os valores atribuídos a cada uma das eleitas.
Sabemos sim, que o valor total dos subsídios é de 143.460 euros.
Sabemos sim, que a Câmara do Francisco Lopes …. não tem fundos disponíveis !!!
Tal como sabemos, que para Francisco Lopes não haver cheta camarária não é um estorvo à gastação.
E muito menos, a sua obrigação de cumprimento da Lei dos Compromissos e Pagamentos em Atraso ou a assinatura que desenhou no PAEL e no Plano de Saneamento Financeiro que o impede de aumentar o valor dos pagamentos em atraso, são tropecilhos embarreirados !!!  
Os Técnicos financeiros da Câmara de Lamego bem se esforçam por explicar e escrever muito devagarinho que assumir compromissos sem que haja fundos disponíveis é ilegal e até apontam as consequências.
Transpiram até, a pôr as letrinhas bem negritas e sublinhadas ….  mas nem assim Francisco Lopes tropeça no atravancamento.
A gestão financeira da Câmara de Lamego está transformada num autêntico sambódromo de carnaval ….
Cumprir a Lei dos Compromissos e Pagamentos em Atraso e as obrigações decorrentes da assinatura do PAEL e do Plano de Saneamento Financeiro é samba …. mesmo, mesmo samba !!! 
 

 

O CASPER adverte os desportistas eleitos dos subsídios, que devem ler o artigo 9º, n.º 1 da Lei dos Compromissos para ficarem a saber que os euros não lhes podem ser pagos e se forem, como a decisão é nula, um dia destes vão ter de os devolver …   
 

Sem comentários: