Número total de visualizações de página

domingo, 27 de novembro de 2011

Há Portas Para a Vida que deviam estar trancadas ....






Que motivos terá o Ministério Público para ser obrigado a mover uma acção judicial que condene à expulsão uns "Senhores" que ocupam os orgãos sociais de uma instituição que não tem fins lucrativos, é de solidariedade social e ainda por cima se dedica a cidadãos detentores de deficiência ???    
Que “alimentos sustentam” estes "Senhores" que faz com que se “preguem” às cadeiras de uma Associação sem fins lucrativos e de solidariedade social ???
Palpita-nos que não será o seu elevado sentimento de voluntariado ou de grandiosidade da ajuda ao próximo ….
Se assim fosse …. suspeitamos que não veríamos o Ministério Público a ter de fazer o seu trabalhinho …. para lhes dar uma corrida …..  “portas” fora …
Em tempos não muito remotos esta IPSS foi condenada pelo Tribunal de Trabalho a pagar indemnizações a uns trabalhadores que foram despedidos pelos “Senhores” da Associação Portas Para a Vida.
Estes trabalhadores laboravam na secretaria, contabilidade e transporte dos “ nossos queridos amigos deficientes” e juraram ter sido despedidos por se terem recusado a cumprir ordens que achavam ser “proibidas” …. Quais? Não sabemos. Mas que receberam as suas indemnizações, sabemos!    
Em tempos não muito remotos a Policia Judiciária andou por aí e fez muitas perguntas a estes trabalhadores, aos fornecedores desta IPSS e até aoa Pais das crianças e jovens que frequentam a Instituição ….
As perguntas? …. Batiam todas no “vil metal” !!!
As conclusões? Não conhecemos ainda. Mas que o Ministério Público que veste os fatos da legalidade e das boas contas …. não quer estes “Senhores” a dirigir a Associação Portas Para a Vida …. é notório!  



O CARPER  acha que gente de bem, não precisa que lhes partam as cadeiras para evitar que se continuem a sentar nelas.

1 comentário:

novos caminhos disse...

...gente de bem, deixa a cadeira do poder quando sabe e tem plena consciência que está a prejudicar pessoas que muitas vezes não se sabem defender, em seu beneficio próprio! Isso sim seria notório!!!