Número total de visualizações de página

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

PAVILHÃO MULTIUSOS ....... UM SUPER-MAXI-INFINITO-KRIKÓ DE FRANCISCO LOPES!





Parece que o Pavilhão Multiusos de Lamego – o elefante branco de Francisco Lopes – vai ser inaugurado no dia 2 de Janeiro de 2012.
Isto significa que finalmente foi encontrado um “autógrafo” que se “atravessou ” na discrepância entre o que consta do caderno de encargos que serviu de base à adjudicação desta construção megalómana e a obra que na realidade foi “plantada”!
Deverá igualmente indicar, que está resolvido o imbróglio técnico que provocou as cedências da sua estrutura, colocando em risco a sustentabilidade da edificação.  
Se Francisco Lopes conseguiu resolveu estes “krikós”, terá a partir daquela data um “super-maxi-infinito-Krikó”! Pagar o encargo de muitos milhões de euros do Pavilhão Multiusos gerindo uma Câmara em completa e absoluta insolvência, que ultrapassou largamente todos os limites do endividamento autárquico e, por isso, impedida de recorrer ao crédito bancário.
E se Francisco Lopes até aqui “descansava” convencido que o amigo Passos Coelho, agora que é 1º Ministro, lhe daria uma "ajudinha" para resolver este seu “super-maxi-infinito-Krikó”, certo, certo, certo, é que nem ele, nem o Ministro das Finanças Victor Gaspar estão para aí virados …
Aliás nas hostes do PSD há mesmo quem diga que se João Jardim vai ter “uma Troika”, Francisco Lopes também!
Por resolver estará ainda, o “desembrulhar” jurídico da grave ilegalidade decidida pelo Tribunal de Contas que envolve a LamegoConvida e a Renova S.A e, directamente, relacionada com o “glorioso” pavilhão!! Ilegalidade que alguns juristas, asseguram mesmo, poder conduzir à declaração de nulidade de todos os procedimentos e contratos celebrados.

O CASPER adverte que no dia da inauguração poderá ocorrer uma manifestação de “trabalhadores da construção civil indignados” se até lá, não lhes forem pagos todos os salários que uma das construtoras lhes deve ….


Sem comentários: