Número total de visualizações de página

sexta-feira, 1 de junho de 2012

AS DIVIDAS AUTÁRQUICAS E O ACORDO DO NOSSO LIXANÇO !!!!




Os autarcas chefiados pelo divino Ruas e o governo amigo, através do supremo cozinheiro e regador Miguel Relvas, chegaram a acordo sobre a forma de rega que floresce uma linha de crédito até ao valor global de mil milhões de euros às Câmaras endividadas, para que paguem dívidas vencidas há mais de 90 dias.   
Como a Câmara do Francisco Lopes está muito carente de regas de crédito e os 90 dias por cá, já vêm do ano de 2008, achamos que deveríamos ler o acordo, para nos irmos apetrechando com pastilhinhas contra as insónias de que vamos padecer quando começarmos a pagar mais este crédito com que o governo amigo vai regar a nossa desditosa Câmara …..
E ……… Fomos assaltados por um ataque de borbulhas comichosas e papudas !!!
Então não é que os regadores que andaram a cozinhar este acordo calórico, resolveram chamar ao documento  “ Programa de Apoio à Economia Local “ ???!!!!
Esta malta que nos governa está mesmo convencida que somos …… parvos !
Quer dizer: o Francisco Lopes e mais uns quantos colegas gastam à fartazana nos comes e bebes, nos popós, nos multiusos, nas Lamegos Convidas e no mais, que lhes dá na real gana. Gastam sem se preocuparem se as autarquias têm receitas para pagar o forrobodó …. Pregam calotes, sobre calotes e abonam os Bancos com juros de juros, sobre juros de juros.
Com os multibancos fora de serviço e os fornecedores aos guinchos estrebuchantes para lhes pagarem os calotes, o governo amigo rega uma linha de crédito que pagará as folias e as pândegas autárquicas e ……… chama-lhe “ Programa de Apoio à Economia Local “ ???
E nós, somos parvos ???
Esta cambada está mesmo convencida que não sabemos que apoiar a economia local é criar investimentos que criem riqueza, postos de trabalho !
Esta cambada está mesmo convencida que nós não percebemos, que na prática, o que vai acontecer é mais um empréstimo para pagar os milhões das dívidas a curto prazo !
E que nem sequer somos capazes de perceber, que a divida dos fornecedores mantem-se … só que em vez de ser calote de curto prazo (90 dias) passa a engrossar, a já engrunhada, pançuda, untosa  e corpulenta,  divida à lá longue (20/30 anos) !
E diz o acordo que a rega tem taxas juros correspondentes às da República Portuguesa acrescidas de 15 pontos base.
Parece que fomos medalhados com a integração da Câmara de Lamego no pior dos grupos autárquicos.
Francisco Lopes presenteou Lamego com a classificação pioneira e deslouvável da inclusão da sua Câmara no 1º grupo dos municípios: os que estavam em desequilíbrio estrutural a 31 de Dezembro de 2011 (segundo o Tribunal de Contas, Lamego tem esta medalha desde 2008 … ) !
E, pronto.
Daqui a uns mezinhos, o governo vai pôr o multibanco em serviço, para que Francisco Lopes possa pagar os calotes aos fornecedores e em troca, a nossa divindade camarária vai assinar que nos obriga a começar pagar os empréstimos dos seus festins camarários.
E para pagarmos, cai-nos em cima:
·         Aumento das receitas durante o período de vigência do Plano (que pode ir até 20 anos) através de:
- fixação de taxas máximas do IMI,  da derrama e participação no IRS;
- máximos nos preço cobrados pelo município, tarifários;
- valor máximo no saneamento, água e resíduos;
- aperfeiçoamento dos processos e controle na cobrança de taxas e preços municipais,  aplicação de coimas e promoção de processos de execução fiscal a cargo do município;
- venda de património  
·         Redução despesa municipal, através de:
-   pessoal;
- transferências correntes ou de capital, reanálise ou suspensão Protocolos com Associações ou outras Coletividades locais.   
Quer dizer: taxas, impostos, preços de água, saneamento e lixos pelo máximo. Aplicação e cobrança de coimas no topo. Venda de património Lamecense. Despedimentos. Associações e entidades coletivas locais …. zero.
Já o IMI será cobrado pela taxa máxima aplicada ao valor que resultar da avaliação geral aos imóveis que está a ser feita.
Que o mesmo é dizermos: estamos lixadérrimos !!!!!!!!!!!
Francisco Lopes presenteou-nos com uma lixação comichosa e borbulhenta por muitos e maus anos ….



O CASPER diz que deveriam ser os autarcas a pagar os festins, pançudices, rolições e untices que fazem nas Câmaras. 

Sem comentários: