Número total de visualizações de página

quinta-feira, 21 de junho de 2012

FOI-SE .......... A REABILITAÇÃO DO SOLAR PINHEIRO DE ARAGÃO E A BIBLIOTECA MUNICIPAL !




No mesmo dia em que Francisco Lopes e o seu Pinto se deleitam em terras da Califórnia, Lamego vê anulado o financiamento já contratualizado desde 2010 para a sua Biblioteca Municipal.

Em Agosto de 2010, em pleno governo socialista, a Comissão Diretiva que na data geria o Programa Operacional do Norte dos fundos comunitários do QREN assinou com Francisco Lopes o contrato que garantia o financiamento a fundo perdido de 80% dos custos do valor total da obra de reabilitação do Solar Pinheiro de Aragão, para que ali fosse instalada a nova Biblioteca Municipal.
Na altura, Francisco Lopes fez questão de badalar que o “processo de criação do novo equipamento” cultural para Lamego, “era irreversível”.
O texto da notícia elaborado a partir do gabinete de comunicação presidencial, foi repetidamente republicado.

A obra deveria ter sido iniciada até ao final do ano de 2010 e estar concluída em 2011.
Não querendo afrontar Amândio da Fonseca, que com a sua APITIL ocupa o Solar e exige que a Câmara lhe ceda um outro espaço para se instalar, Francisco Lopes não mandou avançar as máquinas!
O governo do Passos Coelho que também é do Francisco Lopes, no contrato recentemente assinado com as Câmaras falidas e para lhes autorizar o acesso à linha de crédito que pagará algumas das suas dívidas a fornecedores, impôs a avaliação da capacidade financeira dessas autarquias por uma comissão, nomeadamente, na parte que lhes compete (20%) para executarem as obras objeto de financiamentos do QREN.  
Com a obra sem ter cumprido o prazo do seu arranque e conclusão, e com uma avaliação financeira super mega negativa, a nova Comissão Diretiva que gere o Programa Operacional do Norte dos fundos comunitários, decidiu já a anulação do contrato de financiamento da reabilitação do Solar Pinheiro de Aragão e da nova Biblioteca Municipal de Lamego!   
Pelas mãos da boa e sublime gestão autárquica de Francisco Lopes, Lamego perdeu a possibilidade de requalificar o Solar Pinheiro de Aragão e ficou sem o financiamento de 80% a fundo perdido do seu custo total (de quase 2.700.000,00 euros), que lhe permitiria ter uma Biblioteca Municipal condigna!

O Amândio da APITIL está feliz.
Nós e o Solar Pinheiro de Aragão estamos tristes.
VIVA A CALIFÓRNIA!  



O CASPER  diz que o tsunami Francisco Lopes começou ...    

Sem comentários: