Número total de visualizações de página

sexta-feira, 29 de junho de 2012

O EIXO BARROCO ....




Há uns anos atrás Francisco Lopes queria virar de patas para o ar o Jardim do Campo. Os Lamecenses ameaçaram com um levantamento popular e puseram fim ao seu ímpeto de destruir o passado bucólico e paisagístico de Lamego  ….
Mais recentemente, o Presidente da Câmara atirou-se a outro dos corações de Lamego.
Queria virar de pantanas a Av. Dr. Alfredo de Sousa, acabar com a rotunda do Soldado Desconhecido e empedrar toda a zona central desde o Museu até ao escadório dos Remédios, fazendo desaparecer os jardins e o enquadramento paisagístico que fazem parte das memórias de Lamego.
A este desgraçado castelo no ar que Francisco Lopes ergueu na sua mente chamou de “Eixo Barroco”!
Para a comunicação social, o seu gabinete de imprensa disparou o texto de divulgação da obra, dando largas ao brilhantismo desta sua ideia aérea. 

Em Lamego voltou ao alvoroço pelo temor da concretização do ataque mortal a este espaço central e histórico de Lamego, percebendo-se que para Francisco Lopes estas coisas das raízes Lamecenses, nada representam ….
Para amainar os revoltosos e convencer os Lamecenses da grandiosidade do seu castelo aéreo, o Presidente da Câmara fez uma reunião pública de debate, em que até escreveu uns apontamentos do que ouviu.
Mas o que verdadeiramente amenizou a reação popular foi mesmo, mesmo, mesmo, saber-se o custo da obra (3.017.829,60€), já que apesar de contar com financiamento do FEDER/QREN, era percetível que com a sua Câmara completamente esburacada e falida, dificilmente seria realizada por completa ausência dos euros que suportariam o valor correspondente à parte que a autarquia teria de pagar.
Agora chegou a noticia de que este castelo de Francisco Lopes caiu do ar e esborrachou-se aos seus pés ….
Não há …. Foi-se …. o pretendido financiamento do FEDER/QREN !!!
Parece que a tal comissão que puseram a avaliar a capacidade financeira das autarquias para executarem as obras candidatadas a estes fundos comunitários sem que para isso se endividem, concluíram que para quem está falido …….. como é o caso da Câmara de Lamego ...... não há FEDER´S/QREN´S !!!!

E pronto …. Deixamos de nos preocupar com o aniquilamento da sala de visitas de Lamego.
O financiamento do Eixo Barroco foi chumbado!
O Soldado Desconhecido, a Av. Dr. Alfredo de Sousa, os jardins e os 48 mil m2 que iriam ser estornicados gostaram!
Lamego pode e deve ser regenerado sem que se matem as suas memórias e raízes.  



O CASPER pergunta quem vai pagar os balúrdios gastos com os projetos e o site propagandístico ….


Sem comentários: