Número total de visualizações de página

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

E ..... NÓS SOMOS PARVOS ???!!!







Estão mesmo convencidos que somos ….parvos!
Para que o bom povo não perceba quem anda a ser nomeado, para fugirem às contabilizações dos boys and girls e para fazerem de conta que o corte nos subsídios de férias e natal e a austeridade é para todos, o governo de Passos Coelho resolveu fazer nuances ….
Nuances bem “nuançadas” ….. e para todos os gostos e feitios!

A nuance riquinha é a invenção dos “abonos suplementares” em Junho e Novembro, exactamente iguais aos salários!
Atribuir um suplemento igual ao salário a ser pago nos meses de Junho e Novembro e chamar-lhe "abono suplementar" para esconder que efectivamente, esta gente beneficia dos subsídios de Férias e Natal, que a nós nos tiraram, é ofender a inteligência dos portugueses e gozar connosco!

O Primeiro-Ministro Passos Coelho quando em Junho de 2011 rumou para São Bento, levou com ele o jovem advogado Carlos Sá Carneiro, mas parece que ninguém sabia que o levou e, muito menos, o que faz …  
A 9 de Janeiro de 2012 o Primeiro Ministro Passos Coelho nomeou-o assessor com efeitos a partir de …..1 de Dezembro de 2011!
A 10 de Janeiro o Primeiro-ministro Passos Coelho incumbiu-o de realizar tarefas no período entre …… 21 de Junho e 20 de Novembro de 2011!
Esta é a nuance atamancada, de regularizar a estadia em São Bento dos que ….. andam por lá, sem se saber !!!
E esta malta governativa é tão atarantada que legaliza o jovem com 2 despachos, em que o segundo despacho (do dia 10/01/2012) deveria ter a data do primeiro, e vice-versa !!!  
Já agora falta nos despachos o valor dos salariozinhos! Cá para nós o estonteanço é tanto, que se esqueceram que as remunerações dos adjuntos dos gabinetes ministeriais estão legalmente fixadas, mas não as dos assessores e, por isso, têm de ser fixadas por despacho …

  A nuance do Miguel Relvas são as adjudicações directas de "contratos de serviços". Estes contratos, claro que têm um agente, que presta o serviço! No caso que exemplificamos, o motorista ganha 80,53€/dia, o que dá a apetecível quantia de 80,53x30 dias =  2. 415.90 €. Num país em que o vencimento médio é de cerca de 600,00€/30 dias, temos de epilogar que o governo anda a contratar motoristas que são pilotos de Fórmula 1 e devem falar várias línguas, daquelas mais esquisitas ...

No geral todos gostam das nuances de isentar os seus “meninos e meninas” das regras das incompatibilidades e impedimentos …
Que o mesmo é dizer: adjuntos, assessores, especialistas, secretários … podem continuar a fazer a sua vidinha e o que lhes der na real gana … no sector público ou privado!

DEC-LEI N.º 196/93 DE 27 DE MAIO
Artigo 3.º (Incompatibilidades e impedimentos)
1 – A titularidade dos cargos a que se refere o artigo anterior é incompatível:
a) Com o exercício de quaisquer outras actividades profissionais, públicas ou privadas, remuneradas ou não, salvo as que derivem do exercício do próprio cargo;
b) Com o exercício de funções executivas em órgãos de empresas públicas, de sociedades de capitais maioritariamente públicos ou concessionárias de serviços públicos, instituições de crédito ou parabancárias, seguradoras, sociedades imobiliárias ou de quaisquer outras pessoas colectivas intervenientes em contratos com o Estado e demais entes de direito público;


O CASPER diz que isto são só miniaturas de andores, porque a procissão é muito, muito comprida ….  

Sem comentários: