Número total de visualizações de página

domingo, 15 de janeiro de 2012

A ERA DOS DANDY´S ... FOR THE JOBS ! --- PARTE II





E pronto …. aí vai outro ..... “ dandy for the job” !
Passos Coelho nomeou Franquelim Alves para gerir a COMPETE, a estrutura de missão responsável pela gestão e execução do Programa Operacional Temático de Factores de Competitividade, inserido no Quadro de Referência Estratégia Nacional.
Que o mesmo é dizer: Franquelim Alves é o Senhor que decide quais os projectos de investimento candidatados por empresários, que serão financiados por fundos comunitários...
Competente? Não seremos nós a questioná-la …
Mas …. sim, questionamos porque é que o Primeiro-Ministro de Portugal vai recrutar para gerir a Compete um ex-administrador da SLN (Sociedade Lusa de Investimento), a holding proprietária do BPN !
Franquelim Alves foi Secretário de Estado no governo de Durão Barroso, director financeiro da Jerónimo Martins (que mandou as troxinhas dos seus lucros para a Holanda para não pagar os impostos que outros pagam!) e era actualmente administrador da Gil Capital Solutions, uma sociedade de restruturação de créditos e de gestão de carteiras de activos imobiliários.
Mas o Franquelim foi também ...... administrador da SLN, a holding dona do BPN, de onde saiu em 2008 quando o governo anunciou a nacionalização do banco, com a linda justificação da “ instabilidade vivida e o facto de não haver condições para implementar uma estratégia de gestão eficaz” …
A par de Oliveira e Costa e Dias Loureiro, Franquelim Alves foi um dos administradores da SLN/BPN ouvido no inquérito da Assembleia da República a propósito das negociatas do grupo e questionado sobre o facto de ter votado favoravelmente a aprovação das contas de gerência em 2007 e numa altura em que já se conhecia a marosca do Banco Insular de Cabo Verde, fundamental na tramóia montada, respondeu: “ foram aprovadas para evitar uma crise imediata do grupo".

Desconfiamos que “a crise imediata do grupo “ que o Franquelim visualizou na sua moleirinha seriam o Cavaco Silva e a sua filha, o Duarte Lima, Dias Loureiro, Oliveira e Costa …. e sabe-se lá  de mais quantos “fardos”.
Pelo que foi sendo trazido a público, enxergamos bem as sinuosidades labirínticas e ocultas em que o Franquelim se movimentava ….   
Ora pois então …. é este o mesmo Senhor que vai decidir quem são os empresários que vão carregar saquinhos de fundos comunitários para os seus investimentos !!!???
Valha-nos Deus ….
Mas porque carga de água o Pedro Passos Coelho não se limita a querer só, que os seus “nomeandos” tenham o cartão laranja?
Mas porque carregos há-de o Primeiro-Ministro querer que os "nomeandos" para além do seu cartão, estejam também envoltos em nebulosas sombrias obscuras tenebrosas opacas brumosas fuscas soturnas lúgubres turvas umbrosas ????!!!


O CASPER diz que o que está a dar, nos tempos governativos que correm, e para subir na vida, é mesmo ser-se gandim … 

Sem comentários: