Número total de visualizações de página

sábado, 17 de dezembro de 2011

FALAR É FÁCIL ... PAGAR ... NÃO!



Os Senhores da Câmara adoram telemóveis ….
Adoram a TMN, a VODAFONE e a OPTIMUS.
Quer dizer, aqui para nós, adoram muito mais a TMN!
Adoram tanto, tanto, que jamais veremos as suas línguas enferrujadas ou teias de aranha  nos seus ouvidos!
Eles falam, conversam, murmuram, discutem, tagarelam, contam, anunciam, explicam, declaram, citam, pregam, exortam, fofocam, cavaqueiam e "mensageiam"!

São assim os tempos de uma Câmara moderna e em que tudo se resolve pelo telemóvel ….
Tudo? Não ….
Estão por resolver as contazinhas mensais …
E nesta coluna das conversetas, estão por pagar quase 30 mil euros!

A divida linguística ao telelé deveria merecer por parte da Câmara de Lamego, prioridade na lista de pagamentos.
Preocupa-nos, que as operadoras cortem a proliferação do palavreado “telemovilistico” e, por isso, a modernidade municipal entorpeça.
Seria terrífico para o bom funcionamento resolutivo e decisório da Câmara, ceifarem-se as conversas, as discussões, os anúncios, os cavaqueios, as explicações, as tagarelices, as fofocas, as pregações, os murmúrios e as mensagens!

Mas preocupa-nos também a questão humanitária …
Preocupam-nos as ferrugens e as teias de aranha.
Desenferrujar e “desenteiar” os visados não é para qualquer um! A solução seria sem dúvida chamar os homens do Laboratório Nacional de Engenharia Civil, mas como Francisco Lopes ainda não lhes pagou a última conta do estudo do “destruturanço descaído” do Pavilhão Multiusos, cheira-nos que os “laboratoriantes” se recusariam a "laboratoriar" novamente para a Câmara de Lamego … Por isso, o mais certo, seria os Senhores camarários ficarem definitivamente “enferrujados” e “aranhados” !!!
Ora isto não se deseja a qualquer ser humano, mesmo áqueles que estão convencidos que podem usar e abusar das coisinhas que nós pagamos ...

E que dizer das consequências turisticas? Forçosamente, tornar-se-ia muito mais negro o cartaz turístico de Lamego, já de si muito escurecido com a orgia de calotes e a exuberância dos empréstimos bancários ...  
Já imaginaram um cartaz turístico de Lamego, com a imagem da nossa Câmara arruinada, ferrugenta e infestada de teias de aranha ???
Vergonhosamente tétrico !!!


O CASPER recomenda que a Câmara poupe nas conversas de telemóvel e que os Senhores só se estiquem quando pagarem as mensalidades dos respectivos bolsos. 

Sem comentários: